FAQ

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

O Fórum de Inovação no Turismo Rural a realizar nos dias 2 e 3 de março nas localidades de Alcántara e Brozas, tem como objetivo impulsionar e dinamizar a atividade turística e o setor empresarial, bem como servir como ação de comunicação e divulgação para levar o destino turístico do Tejo Internacional à maior população possível.

O espírito do Fórum da Inovação é sensibilizar as administrações, as empresas e os empresários do turismo para a necessidade de inovar e estimular a sua participação em projetos que contribuam para a promoção e difusão do conceito de inovação.

Este evento permitirá que os componentes da cadeia de valor da indústria do turismo reflitam sobre os principais desafios a enfrentar, se familiarizem com as diferentes entidades ativas no domínio da inovação, especializadas no seu setor de atividade, e conheçam em primeira mão as possíveis respostas a estes desafios.

O objetivo do Fórum de Inovação no Turismo Rural é dar visibilidade, promover o reconhecimento e impulsionar o desenvolvimento de empresas e projetos turísticos inovadores ligados ao turismo rural que possam ser de interesse para a Reserva Internacional da Biosfera do Tajo-Tejo, bem como aproximar os desafios digitais e de sustentabilidade na gestão turística do território e os desafios que a adesão e a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) implicam para a indústria.

Em segundo lugar, por ocasião da conclusão do projeto Taejo Internacional REDE (0068_REDTI_4_E), a Deputação de Cáceres como principal beneficiária, o último dia do projeto terá lugar em breve para apresentar os principais resultados desta e de experiências demonstrativas, entre os quais muitos dos tópicos abordados no Fórum de Inovação no Turismo Rural.

De acordo com a UNWTO, o turismo rural é um tipo de atividade turística em que a experiência do visitante está relacionada com um amplo espectro de produtos normalmente ligados a atividades de natureza, agricultura, estilos de vida e as culturas rurais, a pesca com cana e a visita a lugares de interesse.

As atividades de turismo rural são desenvolvidas com as seguintes caraterísticas:

⦁ baixa densidade demográfica

⦁ paisagens e ordenação territorial onde a agricultura e a silvicultura são predominantes

⦁ estruturas sociais e modos de vida tradicionais

O turismo rural tem grande potencial para estimular o crescimento económico local e a mudança social, devido à sua complementaridade com outras atividades económicas, à sua contribuição para o PIB e criação de emprego, e à sua capacidade de promover a dispersão da procura ao longo do tempo (combate à sazonalidade) e em todo o território.

Por outro lado, a inovação e a tecnologia alteraram o modelo competitivo da atividade turística, abrindo novas oportunidades tanto em termos de gestão como de conceptualização.

A inovação no turismo rural consiste em todas as mudanças baseadas no conhecimento que gera valor, ou seja, gerar ou encontrar ideias, selecioná-las, implementá-las e comercializá-las; no que concerne a melhoria ou desenvolvimento de novos processos, produtos ou serviços turísticos em ambientes não urbanos.

O Projeto TAEJO INTERNACIONAL REDE (0068_REDTI_4_E), cofinanciado a 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), está incluído no Programa de Cooperação Interreg VA Espanha-Portugal POCTEP, que promove o desenvolvimento da maior fronteira da União Europeia.

O TAEJO REDTI visa impulsionar o crescimento sustentável do “TAEJO Internacional” através de uma gestão eficiente dos seus recursos naturais, culturais e turísticos através de redes que promovam os seus espaços naturais e patrimoniais e, ao mesmo tempo, favoreçam a valorização do turismo no território. A estratégia é a solução para os problemas de conservação hispano-lusitanos no parque internacional, pelo que as ações devem ser abordadas conjuntamente seguindo a mesma linha de gestão sustentável, sendo imprescindível a aplicação de critérios de cooperação transfronteiriça e essencial o trabalho conjunto da Parceria.

O fórum terá lugar nos dias 2 e 3 de março.

A 2 de março na cidade de Alcántara, no Convento de San Benito.

Alcántara está localizada no coração da Reserva da Biosfera do Tejo Internacional, e alberga o Centro de Interpretação do Parque Natural do Tejo Internacional, onde se encontra o Centro de Receção de Visitantes. Um passeio pelas ruas de Alcántara, salpicadas de nobres brasões de armas, será suficiente para lhe dar uma ideia do seu património e da sua relevância histórica. De todos os seus monumentos, o Convento de San Benito, declarado Monumento Nacional em 1914 e que foi a sede da Ordem Militar de Alcántara, é um dos mais importantes.

Curiosidade: Foi em Alcántara, especificamente no Convento de San Benito, onde o marechal francês Junot tomou posse do livro de receitas dos monges para o oferecer à sua esposa, que internacionalizou a gastronomia extremenha, publicando-o como seu. O nome de algumas receitas evoluiu, tal como o do caldo “consumido”, que se tornou na palavra consomé. Outros nomes, porém, foram respeitados e ainda hoje se referem à localidade, como a “perdiz al modo de Alcántara”.

A 3 de março na localidade de Brozas, no complexo Las Comendadoras.

Tem sido um centro histórico-artístico desde 2015 devido ao seu rico património histórico, com testemunhos que começam na pré-história, continuando desde a época romana até à Idade Média e Moderna, tempos em que a cidade gozava do seu maior esplendor histórico. Apesar dos primeiros vestígios de civilizações na zona, a história do que é hoje a vila de Brozas não começa até à reconquista leonesa, nos primeiros anos do século XIII. Após a tomada da importante cidade de Alcántara em 1213 por Alfonso IX de Leão, o monarca leonês entregou toda a parte oeste da atual província de Cáceres primeiro à Ordem de Calatrava e, em 1218, à Ordem de San Julián del Pereiro, conhecida a partir dessa altura como Ordem de Alcántara. Na verdade, Brozas é mencionada em documentos como “Las Broças” pela primeira vez em 1237 e 1244, tornando-se a sede e chefe da Encomienda Mayor de Alcántara por volta de 1270.

Curiosidade: Os conflitos com Alcántara sobre o uso dos baldios e terras comunitárias levaram os brocenses a iniciar o processo de emancipação através da aquisição do tributo de villazgo. Isto foi conseguido em 1537 por decreto real de Carlos I a um custo de 7.500 ducados de ouro. O villazgo implicou um grande crescimento demográfico.

O TAEJO REDTI visa impulsionar o crescimento sustentável do “TAEJO Internacional” através de uma gestão eficiente dos seus recursos naturais, culturais e turísticos através de redes que promovam os seus espaços naturais e patrimoniais e, ao mesmo tempo, favoreçam a valorização do turismo no território. A estratégia é a solução para os problemas de conservação hispano-lusitanos no parque internacional, pelo que as ações devem ser abordadas conjuntamente seguindo a mesma linha de gestão sustentável, sendo imprescindível a aplicação de critérios de cooperação transfronteiriça e essencial o trabalho conjunto da Parceria.

Na Reserva da Biosfera do Tejo Internacional encontrará todo o tipo de estabelecimentos que oferecem descanso e tranquilidade aos visitantes em qualquer altura do ano, em conjunto com uma gastronomia rica e única; famílias, grupos de amigos, colegas de trabalho, gourmets, entusiastas… todos são bem-vindos à Reserva da Biosfera do Tejo Internacional.

Para mais informações: https://turismotajointernacional.es/organiza-tu-viaje/donde-dormir/

O cruzamento de caminhos que compõe a Reserva da Biosfera do Tejo Internacional está repleto de património natural, gastronómico, histórico e cultural. Uma viagem onde poderá participar numa vasta gama de atividades, transportar-se para outro tempo, desfrutar das suas culturas milenares, da sua gastronomia ancestral ou praticar desportos de aventura. Aqui está uma lista dos 10 lugares ou experiências essenciais que deve visitar ou experienciar para dizer que é um verdadeiro especialista na Reserva da Biosfera do Tejo Internacional.

As 10 visitas obrigatórias: https://turismotajointernacional.es/que-ver/los-10-imprescindibles/